Amazônia

Exibindo posts: Mais recentes Mais lidas
| Publicado 22/03/2021 por Movimento dos Atingidos por Barragens

Dois anos sem Dilma Ferreira; conheça a trajetória de luta da defensora do território amazônico

Conheça um pouco da história da militante do MAB brutalmente assassinada em 22 de março de 2019

| Publicado 03/12/2020 por Proteja Amazônia

Teles Pires: Audiência inédita vai escutar povos indígenas atingidos por hidrelétrica, em MT

Ação Civil Pública movida, há mais de seis anos, pelo Ministério Público Federal motivou a realização da audiência, que além dos indígenas dos povos Apiaká, Kayabi e Munduruku, conta com a presença de representantes da Companhia Hidrelétrica Teles Pires

| Publicado 03/06/2020

Solidariedade ao povo Munduruku pela perda do Cacique Vicente Saw e professor Amâncio

O Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) manifesta seu pesar pelo falecimento do Cacique Vicente Saw Mundukuru, 71 anos, e do professor Amâncio Ikon Mundukuru, 60 anos, das lideranças históricas do povo Munduruku.

| Publicado 25/09/2020

Nota de pesar pela partida de Dom Capistrano Hem

Nossos sentimentos profundos pela partida do Bispo Dom Capistrano.

| Publicado 29/05/2020

MAB distribui cestas básicas em municípios do norte do Tocantins

Entre os dias 23 a 26 de maio, o Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) realizou a distribuição de cestas básicas para as famílias atingidas por barragens dos municípios de Babaçulândia, Barra do Ouro, Palmeiras e Filadélfia, no estado do Tocantins.

| Publicado 23/06/2020

Nota de repúdio: Basta de crimes cometidos pela Vale

A Via Campesina Brasil denuncia o violento ataque contra trabalhadores e trabalhadoras rurais do Acampamento sem terra Lagoa Nova Carajás por agentes da empresa de segurança agindo a serviço da mineradora Vale.

| Publicado 22/03/2021 por Movimento dos Atingidos por Barragens - Pará

Justiça nega habeas corpus a acusado de mandar matar Dilma Ferreira

A decisão foi publicada nesta segunda-feira (22), data em que o crime completa dois anos

| Publicado 22/03/2021 por Movimento dos Atingidos por Barragens - Pará

Dois anos após morte de Dilma Ferreira, ato é realizado no assentamento onde viveu em Baião (PA)

Homenagem marcou a denúncia do brutal assassinato e trouxe a memória da companheira que atuava em defesa do território amazônico

1 6 7 8 9