Em diálogo com Assembleia Legislativa, MAB denuncia avanço de empresas no oeste da Bahia

Movimento compartilhou a preocupação com a recente chegada das empresas Construnível Construtora Ltda. e HY Brazil Energia, empresas barrageiras, na região oeste, em conversa com o deputado Marcelino Galo

Nesta quarta-feira (24), representantes do Movimento dos Atingidos por Barragens na Bahia estiveram em reunião online com o Deputado Estadual Marcelino Galo (PT/BA) para dialogar e apresentar as principais pautas referentes às lutas dos atingidos no estado.

Rio Formoso – BA

Na ocasião foi debatida a atual e difícil conjuntura do país de desmonte do Estado e da administração pública federal, com a extinção da participação social que vem ocorrendo no governo do atual presidente Bolsonaro, além das ameaças a nossa soberania nacional e à vida do povo brasileiro, que vivencia a destruição de seu sistema de saúde pública, o SUS, em meio a pandemia do coronavírus. 

O deputado que, historicamente esteve comprometido com os movimentos e causas sociais, mais uma vez aponta a necessidade de estarmos em luta pela defesa e garantia dos nossos direitos e reafirma sua contribuição na retomada da mesa de diálogo entre MAB e governo do estado, no debate sobre a Política Estadual dos Atingidos por Barragens (PEAB) e do Projeto de Segurança de Barragens na Bahia. 

O MAB também compartilhou a preocupação com a recente chegada das empresas Construnível Construtora Ltda. e HY Brazil Energia, empresas barrageiras, na região Oeste da Bahia.

Mais uma vez, a iniciativa privada coloca os pés na região ameaçando a vida dos rios, do povo e das comunidades. O movimento reafirmou com o deputado Marcelino Galo a necessidade de denunciar as ações das empresas de barragens na região e apontamos o processo de cobrança dos órgãos competentes e o diálogo com o MAB.

30 anos de história

A luta é constante, mas nossos passos vêm de longe. Neste ano o MAB completa 30 anos de história e luta no Brasil, as comemorações se darão a partir do dia 16 de março e seguirão ao longo de todo o ano, celebramos este dia com todos os parceiros do movimento que estão sempre presentes nas trincheiras da luta popular, como o deputado Marcelino.

Mais do que nunca, neste momento de pandemia e ataques ao povo brasileiro, erguemos nossas bandeiras em luta por direitos, por vacina e pelo Fora Bolsonaro.

Conteúdos relacionados
| Publicado 03/07/2020 por Movimento dos Atingidos por Barragens

Trabalhadores conquistam continuidade na isenção da Tarifa Social de Energia

Governo Federal anuncia a prorrogação da Medida Provisória 950/20 por mais 60 dias

| Publicado 11/06/2020

Atingidos distribuem mais de 500 cestas básicas no Amapá



O MAB no Amapá vem organizando as comunidades atingidas e lutando por reconhecimento de direitos e compensações, pelas mortes de peixes consequências dos empreendimentos hidrelétricos no rio Araguari, no município de Ferreira Gomes

| Publicado 11/06/2020

Lutar não é crime: atingidos e atingidas em defesa dos direitos humanos!

Decisão obtida pela Vale determina proibição de manifestações nas vias de acesso à Brumadinho

| Publicado 26/02/2021 por Alice Maciel / Agência Pública

Áudio revela ameaças e intimidação de advogada da Renova aos atingidos pelo desastre de Mariana

Após manifestação em linha férrea da Vale, advogada da Renova, fundação mantida pela Samarco, Vale e BHP Billiton, afirma que vai “dar o tom” em reunião com vítimas: “Não sou eu que estou falando, é o juiz dono do processo”, diz

| Publicado 22/01/2021 por Movimento dos Atingidos por Barragens - Bahia

Após pressão dos atingidos, CERB decide extinguir ação desapropriação na Chapada Diamantina (BA)

Ação pretendia desapropriar duas áreas para remanejamento precário da população afetada pela construção de barragem nas cidades de Seabra e Boninal

| Publicado 02/09/2020 por Movimento dos Atingidos por Barragens - Bahia

Sem aviso, abertura de comporta da barragem Pedra do Cavalo (BA) coloca ribeirinhos em risco

No final de semana, a barragem teve as comportas abertas, sem aviso, colocando a vida de ribeirinhos em risco, e prejudicando a pesca