No PR, atingidos implementam tecnologias Sociais PAIS e aquecedores solares

Atualmente, no Paraná, vem sendo implementada, na região da UHE de Salto Santiago (municípios de Candói, Porto Barreiro e Rio Bonito do Iguaçu), a Tecnologia Social PAIS (Produção Agroecológica Integrada […]

Atualmente, no Paraná, vem sendo implementada, na região da UHE de Salto Santiago (municípios de Candói, Porto Barreiro e Rio Bonito do Iguaçu), a Tecnologia Social PAIS (Produção Agroecológica Integrada e Sustentável), um projeto de hortas circulares de produção agroecológica, que visa contribuir no fortalecimento da soberania alimentar nas regiões atingidas por barragens.

As famílias beneficiadas tem participado de cursos de formação com o objetivo de impulsionar a implantação do projeto, no qual diversos parceiros vêm contribuído com o processo, como a Universidade Federal da Fronteira Sul, – UFFS, campus Laranjeiras do Sul- PR, a Associação de Estudos, Orientação e Assistência Social – ASSESOAR, o Instituto de Formação do Cooperativismo Solidário – INFOCOS, o Movimento dos Pequenos Agricultores – MPA e agrônomos autônomos.

Os cursos de formação para as famílias agricultoras e a multiplicação das unidades do PAIS é mais uma conquista da luta dos atingidos por barragens, além disso, para o MAB também é uma forma de fortalecer a organização.

A primeira construção do PAIS desse projeto foi implementada no Assentamento Santa Clara, município de Candói, na unidade de produção e vida familiar de Marizete  Todorovisk, no qual destaca que “a horta vem para contribuir com a nossa produção de alimentos, temos boas expectativas para o futuro”.

Essa unidade construída é a primeira dos 70 PAIS conquistados para a região, que serão construídos em mutirão. Cabe destacar ainda que, além dos PAIS, o projeto visa a instalação de aquecedores solares para famílias beneficiadas pelo projeto.

 

Conteúdos relacionados
| Publicado 03/07/2020 por Movimento dos Atingidos por Barragens

Trabalhadores conquistam continuidade na isenção da Tarifa Social de Energia

Governo Federal anuncia a prorrogação da Medida Provisória 950/20 por mais 60 dias

| Publicado 11/06/2020

Atingidos distribuem mais de 500 cestas básicas no Amapá



O MAB no Amapá vem organizando as comunidades atingidas e lutando por reconhecimento de direitos e compensações, pelas mortes de peixes consequências dos empreendimentos hidrelétricos no rio Araguari, no município de Ferreira Gomes

| Publicado 11/06/2020

Lutar não é crime: atingidos e atingidas em defesa dos direitos humanos!

Decisão obtida pela Vale determina proibição de manifestações nas vias de acesso à Brumadinho

| Publicado 08/11/2016

A força da mística