Vale do Ribeira inicia a construção de PAIS

A tecnologia de Produção Agroecológica Integrada e Sustentável (PAIS) começou a ser implementada também no estado São Paulo, onde este ano serão construídas 50 unidades de produção, na região do […]

A tecnologia de Produção Agroecológica Integrada e Sustentável (PAIS) começou a ser implementada também no estado São Paulo, onde este ano serão construídas 50 unidades de produção, na região do Vale do Ribeira.

O processo de construção se iniciou há alguns meses, passando por processos de escolha das famílias, mapeamento da área, cursos de formação e as primeiras hortas estão sendo construídas em Cananéia.

No mês de julho e agosto as comunidades de Santa Maria e o Quilombo do Mandira estão realizando mutirões de construção dos PAIS, uma forma de construção coletiva, que contribui na união, solidariedade e troca de saberes nas comunidades.

Nessas comunidades as principais fontes de renda são a pesca, artesanatos e a agricultura tradicional.  “As famílias estão animadas, pois com as hortas poderão vender coletivamente sua produção nas feiras, e fortalecer as associações que já existem nas próprias comunidades e municípios”, afirmou Louise, coordenadora do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) na região.

A primeira construção foi inaugurada nesta semana na casa do senhor Francisco e da dona Adélia. “Ficamos felizes com as hortas, vamos juntar a produção de todas as famílias e colocar no caminhão pra levar para vender na cidade”, afirmou Carlinhos, coordenador do grupo de base da comunidade Santa Maria. 

Assista ao vídeo realizado durante a construção dos primeiros PAIS em São Paulo.

Conteúdos relacionados
| Publicado 03/07/2020 por Movimento dos Atingidos por Barragens

Trabalhadores conquistam continuidade na isenção da Tarifa Social de Energia

Governo Federal anuncia a prorrogação da Medida Provisória 950/20 por mais 60 dias

| Publicado 11/06/2020

Atingidos distribuem mais de 500 cestas básicas no Amapá



O MAB no Amapá vem organizando as comunidades atingidas e lutando por reconhecimento de direitos e compensações, pelas mortes de peixes consequências dos empreendimentos hidrelétricos no rio Araguari, no município de Ferreira Gomes

| Publicado 11/06/2020

Lutar não é crime: atingidos e atingidas em defesa dos direitos humanos!

Decisão obtida pela Vale determina proibição de manifestações nas vias de acesso à Brumadinho