Terceira Romaria das Águas e Terra reúne cinco mil pessoas em Minas Gerais

Neste domingo (09), na mesma semana de comemoração do Dia Mundial do Meio Ambiente, foi realizada a Terceira Romaria das Águas e da Terra em Tumiritinga, estado de Minas Gerais, […]

Neste domingo (09), na mesma semana de comemoração do Dia Mundial do Meio Ambiente, foi realizada a Terceira Romaria das Águas e da Terra em Tumiritinga, estado de Minas Gerais, pela Diocese de Governador Valadares, tendo como patrono São Francisco de Assis.

 

Neste domingo (09), na mesma semana de comemoração do Dia Mundial do Meio Ambiente, foi realizada a Terceira Romaria das Águas e da Terra em Tumiritinga, estado de Minas Gerais, pela Diocese de Governador Valadares, tendo como patrono São Francisco de Assis.

Com o tema Terra e Água, Força da Vida!, o evento contou com a presença de mais de 5 mil pessoas da região Leste de Minas Gerais, além do apoio dos Movimentos Sociais da Via Campesina, Cáritas, CEBS e várias Pastorais.

“A caminhada pela cidade foi recheada de momentos de harmonia e comunhão que reuniram trabalhadores e trabalhadoras do campo e da cidade que lutam por um mundo mais justo e fraterno”, afirmou Juliana Souza, militante do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB).

Durante o evento houve denúncias contra o avanço do capital na região, que se estende por décadas e deixa a população cada vez mais a vulnerável aos interesses das grandes empresas.

A histórica luta por terras na região, a perseguição política, a violação dos direitos humanos e as 64 obras de Barragens programadas para região do Leste de Minas Gerais foram alguns dos temas abordados durante a Romaria.

Conteúdos relacionados
| Publicado 03/07/2020 por Movimento dos Atingidos por Barragens

Trabalhadores conquistam continuidade na isenção da Tarifa Social de Energia

Governo Federal anuncia a prorrogação da Medida Provisória 950/20 por mais 60 dias

| Publicado 11/06/2020

Atingidos distribuem mais de 500 cestas básicas no Amapá



O MAB no Amapá vem organizando as comunidades atingidas e lutando por reconhecimento de direitos e compensações, pelas mortes de peixes consequências dos empreendimentos hidrelétricos no rio Araguari, no município de Ferreira Gomes

| Publicado 11/06/2020

Lutar não é crime: atingidos e atingidas em defesa dos direitos humanos!

Decisão obtida pela Vale determina proibição de manifestações nas vias de acesso à Brumadinho