MAB inaugura unidade de produção agroecológica em SC

Na semana passada, o Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) inaugurou mais uma unidade de produção agroecológica no município de Concórdia, Santa Catarina. Durante a manhã o ato político ocorreu […]

Na semana passada, o Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) inaugurou mais uma unidade de produção agroecológica no município de Concórdia, Santa Catarina. Durante a manhã o ato político ocorreu na sede da Embrapa onde foi servido almoço aos participantes, na parte da tarde a atividade foi realizada na propriedade Silvio Fuher, na comunidade Tamanduá. Estiveram presentes as famílias beneficiadas pelo programa de produção agroecológica integrada e sustentável  (PAIS), entidades, sindicatos e autoridades municipais.

Durante a inauguração, Marcio Caldart, militante do MAB, apresentou como funciona o PAIS e falou da importância da parceria entre o movimento e a secretaria de agricultura do município buscando incentivar projetos como estes  para manter viva a agricultura camponesa na região.

“Conjuntamente, temos feito esforços para buscar recursos que fortaleçam a capacidade produtiva das pequenas propriedades, além de garantir a renda das famílias camponesas ribeirinhas”, conclui Caldart.

A implementação das unidades do PAIS na região sul é mais uma conquista da luta dos atingidos por barragens organizados em diversos estados brasileiros que resultou na parceria entre o MAB e a Fundação Banco do Brasil (FBB). 

Conteúdos relacionados
| Publicado 03/07/2020 por Movimento dos Atingidos por Barragens

Trabalhadores conquistam continuidade na isenção da Tarifa Social de Energia

Governo Federal anuncia a prorrogação da Medida Provisória 950/20 por mais 60 dias

| Publicado 11/06/2020

Atingidos distribuem mais de 500 cestas básicas no Amapá



O MAB no Amapá vem organizando as comunidades atingidas e lutando por reconhecimento de direitos e compensações, pelas mortes de peixes consequências dos empreendimentos hidrelétricos no rio Araguari, no município de Ferreira Gomes

| Publicado 11/06/2020

Lutar não é crime: atingidos e atingidas em defesa dos direitos humanos!

Decisão obtida pela Vale determina proibição de manifestações nas vias de acesso à Brumadinho